Buscar
  • aguaeefluentes

Consumo de energia elétrica para tratamento de águas e efluentes

Levar água potável e tratar os efluentes consome uma parte significante da energia que produzimos. Atualmente em torno de 4% da produção total de energia elétrica que produzimos se destina a temas relacionados ao tratamento de água e efluentes. Este valor varia bastante dependendo da região: enquanto na América esta fração gira em torno de 3%, no oriente médio sobe até quase 10%, com a tendência de ir a 16% até 2040 pelo aumento das unidades de dessalinização de água do mar, que é a atividade que mais demanda energia por metro cúbico de água produzida, segundo o gráfico abaixo. Outro tema bastante impactante são as perdas: Para cada 10 litros de água potável produzida nas ETA’s mundiais, 2 litros se perdem no caminho. No Brasil este número chega a 3,5 litros desperdiçados. Não é por acaso que os países com a maior dependência de dessalinização de água do mar são os que apresentam as menores taxas de desperdício de água. O desperdício de água é também desperdício de energia.



Fonte: https://lnkd.in/ef2_x4J


Se você gosta do assunto e quer entender mais sobre tratamento de águas e efluentes, siga os nossos canais nas redes sociais. Confira em aguaeefluntes.com.br

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

NPSH