top of page
Faixa blog livros.png
Buscar

Ortopolifosfato: um grande aliado contra incrustações e corrosão em tubulações

O Brasil é abençoado quando se fala em disponibilidade de água doce. Possuir uma fonte de água com relativa baixa dureza e salinidade próximo a grandes cidades facilita o tratamento e o abastecimento. Porém, em algumas regiões essa não é uma realidade, e água oriunda de poços subterrâneos devem ser utilizadas e então existe uma maior variabilidade da qualidade da água.


Em casos onde exista muita dureza, ferro e manganês, o tratamento convencional algumas vezes não consegue tratar a água e distribuí-la com um aspecto organoléptico aceitável, agravado ainda pelo fato das tubulações antigas em redes de distribuição e dos consumidores, isso faz com que ações remediadoras sejam tomadas.



O fosfato (PO4)-3 é um excelente aliado para contornar estes problemas, pois ele pode ser utilizado tanto como inibidor da corrosão das tubulações como um sequestrante dos íons metálicos, antes de que estes precipitem na forma insolúvel, trazendo este aspecto de sujidade da água “Red Water”. 


Além disso, o fosfato é amplamente usado em torres de resfriamento e caldeiras, e é essencial para prolongar a vida útil das tubulações e melhorar a eficiência de troca térmica, pois evita precipitações nas paredes dos tubos. No caso das águas de abastecimento, se costuma utilizar uma mistura de duas formas do fosfato que possuem qualidades distintas.


Ortofosfato: Possui uma qualidade inibidora de corrosão. Evita que linhas contendo ferro se corroam pois ele reage com a parede do aço carbono, formando uma película protetora estável, que reduz a taxa de corrosão da linha. 


Polifosfatos: São polímeros lineares de fosfato que atuam como um sequestrante dos metais na forma insolúvel, incluindo a dureza, o ferro e o manganês. Quando ligados a esta cadeia polimérica, estes metais não incrustam nas paredes das tubulações. O polifosfato também auxilia na inibição da corrosão, pois podem ser adsorvidos por depósitos de calcita, formando uma película inibidora de polarização anódica. A estabilidade e eficácia dos polifosfatos se consegue em águas com o pH neutro ou ligeiramente alcalino e temperaturas abaixo de 60ºC. 


Como temos diferentes propriedades benéficas dos ortofosfatos e polifosfatos, e existe grande estabilidade na mistura dos dois, porque não então oferecer um produto comercial com uma mistura detalhadamente estudada entre os dois componentes? 


É isto que a GR Química oferece com o GR ORTOPHOS 5000, uma mistura de polifosfatos lineares e ortofosfatos que, utilizados em estações de tratamento de água, atuam para reduzir os efeitos de “Red water” e incrustações minerais. Saiba mais sobre este e muitos outros produtos químicos para o tratamento de água em: grindustria.com.br



33 visualizações0 comentário

Comments


1.png
2.png
4.png
5.png

Consultoria em Redução de Custos e Reúso Agrícola de Lodos

bottom of page