top of page
Faixa blog livros.png
Buscar

Ácido peracético para desinfecção de esgoto

Atualmente a desinfecção de efluentes, principalmente esgoto sanitário, é feita geralmente através de produtos químicos clorados, radiação ultravioleta, ozônio, peróxido de hidrogênio, processos oxidativos avançados (POA’s), ou até mesmo por processos naturais, como as lagoas de polimento ou maturação, além de outros.

Porém, cada processo possui prós e contras. Alguns podem gerar produtos indesejáveis em contato com a matéria orgânica, outros possuem uma certa complexidade de operação e manutenção, além dos altos custos envolvidos, e baixas eficiências em alguns casos.

Um produto químico que já é utilizado como esterilizante, fungicida, viricida e bactericida em alguns setores, como alimentício e hospitalar, tem atraído a atenção de empresas de saneamento. É o ácido peracético!

Este produto tem se destacado por apresentar alta eficiência de desinfecção com baixas dosagens, além da simplicidade de aplicação, que se resume a um tanque de armazenamento e uma bomba de dosagem (como mostrado na imagem). Além disso, não há necessidade de remoção de produtos residuais indesejados, e praticamente não há alteração no pH do efluente.

O ácido peracético pode ser preparado pela oxidação do ácido acético por peróxido de hidrogênio. Esta reação é um equilíbrio, em que estão presentes ácido acético, peróxido de hidrogênio, ácido peracético e água. É um líquido incolor levemente amarelado e de odor semelhante ao vinagre. Normalmente, a concentração de ácido peracético encontrada nas soluções comerciais, para uso industrial, é de 15%.


Você já conhecia esta alternativa? Qual processo de desinfecção é utilizado na ETE em que você trabalha? Deixe nos comentários!


Cadastre-se em nossa newsletter para receber nossos conteúdos, materiais técnicos gratuitos e promoções em cursos: aguaeefluentes.com.br


202 visualizações0 comentário

Comments


1.png
2.png
4.png
5.png

Consultoria em Redução de Custos e Reúso Agrícola de Lodos

bottom of page