top of page
Faixa blog livros.png
Buscar

o pH e a coagulação

O pH da água pode ter um impacto significativo na eficácia de diferentes coagulantes usados no tratamento de água.


Coagulantes são produtos químicos adicionados na água para ajudar a remover sólidos em suspensão. Quando adicionados à água, os coagulantes fazem com que partículas minúsculas se agrupem, formando partículas maiores que acabam decantando mais rapidamente ou então são mais fáceis de filtrar. Estes agentes são fundamentais nos processos de coagulação, floculação e decantação, utilizadas pela grande maioria das estações de tratamento de água no Brasil.


O pH da água é uma medida de sua acidez ou basicidade. Água com pH de 7 é considerada neutra, enquanto água com pH abaixo de 7 é considerada ácida e água com pH acima de 7 é considerada básica. Diferentes coagulantes são eficazes em diferentes níveis de pH, por isso é importante ajustar o pH da água na faixa ideal para o coagulante específico que está sendo utilizado.


O sulfato de alumínio (Al2(SO4)3) é um coagulante comumente usado que é mais eficaz em um pH de 6,5 a 7,5. Em níveis de pH fora dessa faixa, este coagulante pode não ser tão eficaz na formação dos flocos. Da mesma forma, o cloreto férrico (FeCl3) é outro coagulante comumente usado que é mais eficaz em um pH de 5 a 6,5.


Por outro lado, o cloreto de polialumínio (PAC) é um coagulante eficaz em uma faixa de pH mais ampla, normalmente entre 5 e 9. No entanto, mesmo dentro dessa faixa, a eficácia do PAC pode variar dependendo do pH específico da água.


Em geral, é importante controlar cuidadosamente o pH da água ao usar coagulantes no tratamento de água. Isso pode ajudar a garantir que o coagulante seja eficaz na formação dos flocos e na sedimentação. Também é importante observar que alguns coagulantes podem alterar o pH da água, por isso é importante monitorar o pH durante todo o processo de tratamento. Já alguns coagulantes orgânicos, extraídos de fontes naturais como casca de acácia, não alteram o pH da água e atuam em uma ampla gama de pH.

E sempre quando há uma variação das características da água captada para tratamento, o teste de jarros (Jar Test) é um importante aliado na hora de determinar as concentrações do coagulante e a faixa ideal de pH.


Quer saber mais? Se inscreva na nossa newsletter cadastrando seu e-mail em www.aguaeefluentes.com.br.



114 visualizações0 comentário

Comments


1.png
2.png
4.png
5.png

Consultoria em Redução de Custos e Reúso Agrícola de Lodos

bottom of page