top of page
Faixa blog livros.png
Buscar

Bombas Dosadoras



Uma estação de tratamento de águas ou efluentes atual só funciona de maneira adequada se nas etapas corretas os produtos químicos usados são dosados de forma controlada. Como a maioria das estações operam de maneira contínua, estas dosagens devem ser também constantes. Para isso que são usadas as bombas dosadoras.


Estes equipamentos geralmente possuem vazão que vai de 50 ml/h a 50 l/h. Como trabalham com vazões que devem possuir um ajuste constante de acordo com a demanda, normalmente são bombas de deslocamento positivo, ou seja, existe um elemento móvel que se desloca na mesma razão que a quantidade de líquido a ser bombeado. Os exemplos mais comuns são as bombas de pistão ou as de diafragma.


A bomba diafragma funciona da seguinte maneira:


O diafragma executa dois movimentos: a sucção e a pressurização. Quando o eixo da bomba é recolhido, o diafragma (que é flexível) se deforma e o líquido entra pela válvula de retenção inferior e é acumulado no corpo da bomba. No momento em que o eixo da bomba é pressionado, o líquido é expulso do corpo da bomba saindo pela válvula de retenção superior.


A quantidade de líquido a ser bombeada pode ser alterada de duas formas: variando a extensão do curso que o eixo percorre (Stroke) ou variando simplesmente a frequência de impulsão do eixo (Speed). A maioria das bombas possuem simplesmente o ajuste da frequência como forma de variar a vazão de líquido a ser dosado.


Estamos com 50% de desconto nos cursos "CURSO BÁSICO DE TRATAMENTO DE ESGOTO SANITÁRIO" e "INTRODUÇÃO AO TRATAMENTO CONVENCIONAL DE ÁGUA POTÁVEL". Entre em nosso site e cadastre-se para receber o desconto: aguaeefluentes.com.br



Imagem adaptada de: Tacmina


182 visualizações0 comentário

Comments


1.png
2.png
4.png
5.png

Consultoria em Redução de Custos e Reúso Agrícola de Lodos

bottom of page