top of page
Faixa blog livros.png
Buscar

Como reduzir custos com lodos industriais?

Os lodos gerados em estações de tratamento de efluentes industriais geralmente passam por alguns processos de tratamento antes de serem destinados.


Geralmente, a última etapa de tratamento do lodo em uma ETE é o desaguamento mecanizado, e possui objetivo de remover a maior parte da água livre do lodo, até ele apresentar um aspecto pastoso ou sólido. Os equipamentos mais utilizados são o decanter centrífugo, o filtro prensa, a prensa parafuso e a prensa desaguadora.


No entanto, o lodo desaguado por sistemas mecanizados ainda possui, em média, cerca de 80% de água. Ou seja, os custos envolvidos para transporte e destinação de lodo desaguado podem reduzir drasticamente se este lodo passar por uma etapa adicional de secagem. 



Um sistema de secagem já utilizado em diversos lugares do mundo, e agora disponível no Brasil, é o secador solar de lodo. Este sistema cria artificialmente um efeito estufa para evaporação da água do lodo. O sistema opera com baixas temperaturas e é altamente eficiente. O teor de água do lodo seco pode chegar a menos de 10% em aproximadamente 20 dias (estes números podem variar dependendo das características do lodo e do local). 


Esta diminuição do teor de água representa mais de 70% de redução de volume do lodo, e a economia com transporte e destinação de lodo acaba sendo da mesma magnitude.


Além da economia com a redução de volume do lodo antes da destinação, muitos lodos industriais, que muitas vezes são dispostos em aterros, possuem potencial para uso agrícola, e podem virar uma fonte de renda para a empresa.


Lodos de diversas atividades industriais estão previstos nas instruções normativas do MAPA para produção de fertilizantes orgânicos. Para registro no MAPA como fertilizante, o lodo deve atender padrões para metais, organismos patogênicos, teor máximo de umidade, além de outros. 


O teor máximo de umidade exigido varia de 20 a 50%, dependendo do tipo de fertilizante a ser produzido. O secador solar de lodo permite alcançar estes teores, além de possuir capacidade de inativar os organismos patogênicos eventualmente presentes, devido à remoção de água e à temperatura atingida.


A B&FDias trouxe esta tecnologia da Europa e já está comercializando o sistema aqui no Brasil. Você pode conhecer um pouco mais sobre o secador solar clicando aqui: https://bfdias.com.br/sistema-de-secagem-solar-de-lodo/


69 visualizações0 comentário

Comments


1.png
2.png
4.png
5.png

Consultoria em Redução de Custos e Reúso Agrícola de Lodos

bottom of page