Buscar
  • Moisés Antônio Benvegnú

Oxigênio Dissolvido no Esgoto

Atualizado: 24 de Nov de 2020

O oxigênio é um gás na temperatura ambiente. Cerca de 21% do ar é oxigênio. E, assim como outros gases, ele pode estar dissolvido na água. A concentração máxima ou de saturação de oxigênio na água depende de alguns fatores, como temperatura e pressão. Ao nível do mar e à temperatura na faixa dos 20°C, esse valor costuma ser entre 8 e 9 mg/L.

Já repararam naquele compressor nos aquários? Ele injeta ar na água para manter a concentração do oxigênio dissolvido (OD) ideal para os peixes e outros organismos que ali vivem.

Alguns tipos de bactérias, neste caso as heterotróficas aeróbias, utilizam a matéria orgânica como fonte de alimento e o oxigênio na sua respiração para obter energia, utilizados no seu crescimento e reprodução. Semelhante a nós seres humanos. Para nos mantermos vivos, nós ingerimos alimentos que são compostos por matéria orgânica, como proteínas e carboidratos por exemplo, e respiramos o ar para utilizar o oxigênio. Esse processo é resumido nesta equação:


Matéria Orgânica + O2 + Bactérias -> CO2 + H2O + Bactérias + Energia

As bactérias consomem a matéria orgânica e o oxigênio, produzindo novas bactérias, energia, gás carbônico e água. Isso é o que chamamos de decomposição da matéria orgânica.

Essa quantidade de oxigênio utilizada pelas bactérias para decompor a matéria orgânica é conhecida como Demanda Bioquímica de Oxigênio, ou DBO.

O OD é um parâmetro muito importante, tanto para avaliarmos o impacto do despejo de esgoto nos corpos d’água, quanto para os processos biológicos de tratamento.

É importante destacar que o esgoto bruto não possui oxigênio dissolvido, uma vez que as bactérias presentes consomem o oxigênio em uma taxa mais rápida que a de introdução de oxigênio no esgoto pela atmosfera. Esta aula faz parte do Curso Básico de Tratamento de Esgoto Sanitário, que será lançado em breve pela Água e Efluentes.


Faça parte do nosso canal no Telegram para receber conteúdo como este e muito mais. Para entrar, clique neste link: https://t.me/canalaguaeefluentes


Siga os nossos canais e acompanhe nossos conteúdos e novidades sobre o tratamento de água e efluentes no saneamento e na indústria:

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/aguaeefluentes

Facebook: https://www.facebook.com/aguaeefluentes

Instagram: https://www.instagram.com/aguaeefluentes/

YouTube: https://youtube.com/channel/UCsm9_akNFr99VSpbQieyHKg


Referência bibliográfica para a produção do conteúdo:


VON SPERLING, Marcos. Introdução à Qualidade das Águas e ao Tratamento de Esgotos (Princípios do Tratamento Biológico de Águas Residuárias; vol. 1). 4ª edição. Belo Horizonte: Editora UFMG, 472p. 2014.

17 visualizações0 comentário