Buscar
  • aguaeefluentes

Potencial Zeta

Quase todos os sólidos em suspensão na água ou no efluente possuem uma carga negativa. Estas partículas se comportam como um colóide, dispersas umas das outras por terem a mesma carga elétrica. A superfície destas partículas negativas fica tomada de cargas positivas atraídas, denominada camada estacionária. No entorno desta camada vem uma segunda (dupla camada), mais fraca chamada camada difusa. As duas em conjunto formam o potencia Zeta (𝛇). Ele é dado em mV, e quanto mais negativo, mais difícil será a coagulação e posterior sedimentação. Quando os coagulantes agem no pré tratamento, eles estão justamente desestabilizando o 𝛇, fazendo com que as partículas possam se aproximar e então formarem os flocos. Valores de 𝛇 entre -15 mV e 0 mV já permitem uma boa coagulação. A medida de potencial zeta é tomada em equipamentos por vezes caros comparado com os equipamentos dos laboratórios das ETA’s, sendo mais comum em outras aplicações como farmacêuticos ou de alimentos. Porém, em locais com difícil coagulação, conhecer o potencial Zeta pode ajudar bastante na hora de selecionar os parâmetros ideiais da coagulação.



Vídeo original: https://youtu.be/HDQ8ct4md-8

Edição: Água e Efluentes

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

NPSH