top of page
Faixa blog livros.png
Buscar

Remoção de microplásticos da água

Os microplásticos são partículas consideradas poluentes e têm tamanho variável. Normalmente são visíveis com o uso de microscopia. As fontes destas micropartículas são: produtos de limpeza facial e cosméticos, tecidos sintéticos que durante a lavagem são degradados liberando na água micro fragmentos, utilização de microplásticos na medicina como vetores de drogas, degradação de produtos plásticos maiores no meio ambiente, dentre outros.

Estes pequenos fragmentos de plástico podem ser encontrados em diversos ambientes como rios, lagos, oceanos, etc. Os microplásticos também fazem parte dos contaminantes emergentes, substâncias que estão cada vez mais presentes nos mananciais, como antibióticos, hormônios, pesticidas, herbicidas, drogas, etc.

A remoção de microplásticos da água é um desafio, mas existem várias técnicas disponíveis para alcançar esse objetivo. Duas dessas técnicas são a ultrafiltração e a filtração convencional. Neste post falaremos sobre as eficiências entre elas na remoção de microplásticos.

A filtração convencional é aquela que utiliza um leito de partículas minerais para reter sólidos em suspensão. No entanto, os microplásticos apresentam um grande espectro de tamanho de partícula, assim as partículas menores podem passar por este tipo de filtro.

Por outro lado, a ultrafiltração é uma técnica que utiliza membranas poliméricas para remover essas partículas. Neste processo, a água é forçada através de uma membrana que possui poros com tamanhos entre 30 e 100 nanômetros definidos pelo processo de fabricação, então o tamanho das partículas que passam pela ultrafiltração são muito menores (pelo menos 300 vezes menor) quando comparados à filtração convencional, o que torna a ultrafiltração uma técnica mais eficaz para a remoção de microplásticos.

Vários estudos foram realizados para comparar a eficácia da ultrafiltração e da filtração convencional na remoção de microplásticos da água. Um desses estudos, publicado no Journal of Water Processes Engineering em 2022, comparou a eficácia de dois métodos de filtração (filtração convencional gravitacional e ultrafiltração) na remoção de microplásticos. Os resultados mostraram que a ultrafiltração foi o método mais eficaz para esta finalidade

Outro estudo, publicado na revista Water Research em 2023, comparou a eficácia da ultrafiltração e da filtração convencional na remoção de microplásticos de diferentes tipos de água (água doce, água do mar e esgoto). Os resultados deste estudo também indicaram que a ultrafiltração é mais eficaz na remoção de microplásticos da água comparado ao tratamento de água convencional.

A B&F Dias possui uma variedade de equipamentos e produtos para tratamento de água, inclusive membranas de Ultrafiltração, Osmose Reversa e outros tipos de filtros, para as mais diversas aplicações.

Saiba mais em: bfdias.com.br



296 visualizações0 comentário

Comentarios


1.png
2.png
4.png
5.png

Consultoria em Redução de Custos e Reúso Agrícola de Lodos

bottom of page