top of page
Faixa blog livros.png
Buscar

Calha Parshall na saída da ETE

A medição de vazão é uma etapa indispensável em estações de tratamento de água e efluentes, pois permite controlar e otimizar os processos de tratamento, além de ser exigida pelos órgãos de fiscalização.

Um dos medidores de vazão mais utilizados em canais abertos é a Calha Parshall. O sistema é simples e consegue medir a vazão de líquidos com uma excelente precisão. É amplamente difundido nas estações de tratamento de água, esgoto sanitário e efluentes industriais.

Já explicamos o funcionamento em detalhes da Calha Parshall aqui no canal (confira aqui). Porém, hoje vamos abordar algumas das vantagens e da importância de utilizar este medidor de vazão na saída da ETE, ou seja, antes do efluente ser lançado no corpo hídrico receptor.

É muito comum se utilizar a Calha Parshall para medição da vazão de efluente na entrada da estação. Essa medição é importante pois vários processos físico-químicos e biológicos estão diretamente relacionados à vazão, como por exemplo a dosagem de produtos químicos, ou o tempo de detenção hidráulica. Além disso, a estação é projetada para operar dentro de uma faixa de vazão, sendo que vazões abaixo ou acima desta faixa podem causar diversos problemas, como danos em equipamentos ou baixa eficiência de tratamento.


Dispositivos para medição da vazão também são utilizados muitas vezes nas etapas de tratamento para controle de processo, como para medir a vazão de recirculação ou de descarte de lodo no processo de lodos ativados, por exemplo.

Porém, outro uso importante da Calha Parshall é na saída da ETE. Geralmente, os órgãos ambientais exigem que a medição da vazão, para atendimento da licença de operação, seja realizada na saída da ETE, se obtendo assim o volume exato de efluente que está sendo lançado no corpo receptor.

Além da medição da vazão, a Calha Parshall na saída do tratamento proporciona algumas vantagens, principalmente devido ao seu ressalto hidráulico que causa um turbilhonamento no líquido. Entre elas, pode-se citar a aeração do líquido, essencial para aumentar a sua concentração de oxigênio dissolvido (OD) antes do lançamento, e em alguns casos, a mistura de produtos químicos desinfetantes, dosados para diminuir a concentração de organismos patogênicos no efluente.

A Calha Parshall fornece valores precisos e confiáveis de vazão. Além disso, é simples de instalar e exige pouca manutenção. Quando instalada em conjunto com um sensor ultrassônico, pode fornecer valores contínuos de vazão.


A SanecomFibra é um dos principais fornecedores de Calha Parshall em PRFV no Brasil, e oferece o sistema completo com sensor ultrassônico e indicador local. Possui também a opção de alimentação através de energia solar e baterias (off grid).


Saiba mais em: sanecomfibra.com.br



127 visualizações0 comentário

Comments


1.png
2.png
4.png
5.png

Consultoria em Redução de Custos e Reúso Agrícola de Lodos

bottom of page